learnex

Pastoral: Bem, dirá você
Escrito por Pr Moisés Alves dos Santos
Ter, 11 de Outubro de 2011 04:24
PDF Imprimir E-mail

“Bem, dirá você, aqueles ramos foram tirados para dar lugar a mim; portanto eu devo ser mesmo muito bom. Tome cuidado! Lembre-se de que aqueles ramos (...) foram quebrados porque não criam em Deus, e você está ali só porque crê. Não fique orgulhoso; seja humilde e agradecido – e cuidadoso (Romanos 11:19-20)

 Você entende o significado das palavras “arrogância” e a  “modéstia”? É só observar o comportamento de um gato e de um cachorro e facilmente entenderemos as palavras.

O gato sempre cheio de si, se raciocinasse, certamente teria a seguinte posição diante de seu dono: “eu, mister gato, devo ser um deus por ser amado assim” (arrogância, presunção). Porém o cachorro recebendo o mesmo tratamento de seu dono pensaria: “ele deve ser deus para cuidar assim de mim” (modéstia, humildade).

 Não sei se você também vê assim, mas acho muito notável a diferente postura destes dois animais irracionais. Admito que a ilustração é uma viagem, mas qual dos dois comportamentos da ilustração se assemelham com as suas atitudes diárias diante de Deus? Será que seu comportamento considera que está diante de um Mordomo ou de um Único Deus? No versículo de hoje os ramos cortados fazem uma referência ao povo de Israel. Com isso aprendemos que a permanência no pecado resulta em escolher “afastar-se” de Deus. Quem faz opção pelo pecado age como o gato da ilustração, o auto-suficiente,  o poderoso, enfim: o arrogante! Não fazem a menor idéia do que é estar debaixo da Graça de Deus. Está escrito: “nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o Seu poder(...)” (II Timóteo 3.1-5). Sabe qual é a orientação de Deus sobre tais pessoas? "Afaste-se deles".

O apóstolo nos convida primeiramente a temer, e esse temer nada mais é do que respeitar a esse Deus que amorosamente lhe concede as tão oportunas condições de vida garantidas na Pessoa de Cristo Jesus. Por isso, “não se orgulhe, mas tema!”, pois isso também é adorar a Deus. Permanecer na árvore (não ser cortado) representa vida, compromisso com Deus.

Nós na Pibec entendemos que o mundo é uma fábrica de pessoas voltadas a querer o mal, mas aqui não condenamos essas pessoas, mas nos colocamos como esperança e referência de que Cristo vive. Estamos vivendo o exercício constante de afastarmos da arrogância e prepotência religiosa que afastou Israel de conhecer o Rei humilde. Você quer conhecer Jesus e estabelecer o reinado dEle em sua vida ? Deixe que Ele te mostre como ter conhecimento de Deus com sabedoria, o que Ele tem feito em nós é mérito dEle mesmo e não fruto de nossas capacidades. Preparemos-nos para colocar diante do altar de Deus até Galardões que Ele disse serem nossos, pois um Deus que jamais dividiu Glória com qualquer criatura, forma seus discípulos para reconhecerem “porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas (Romanos 11:36).