learnex

Pastoral: Se o meu povo...
Escrito por Moises Santos
Seg, 12 de Setembro de 2011 22:16
PDF Imprimir E-mail

“Se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.”    2 Cronicas 7:14

Semana passada fui a tão famosa Rua 25 de Março com a intenção de comprar bandeiras do Brasil para celebrarmos o dia da Independência. Fiquei espantado pois nenhuma loja tinha a nossa bandeira. Perguntei a vários vendedores e todos diziam que ninguém se importava. Até mesmo o comércio não tinha nenhuma intenção de aproveitar a esquecida “Semana da Pátria”, alguns diziam que o momento é para o dia das crianças e enfim as  poucas bandeiras que encontrei diziam não passar de "sobra" da Copa do mundo...Lamentável.
Mas no último domingo os irmãos da Pibec receberam bandeiras que serão utilizadas para um fim mais digno. Cada bandeira será revertida em uma oferta para Missões Nacionais. Com isso pretendemos além de cooperar com uma sociedade que ame sua pátria e honre sua bandeira, termos uma Igreja que ame a obra de Cristo e honre seus governantes.(1Pedro2:10-21).
Queridos, não podemos ser um povo guiado pelo modismo ou pelo comércio, não demora muito e a falsa idéia de um mundo globalizado tirará de nós o respeito pelas autoridades

mais próximas. Esse movimento começou a algumas décadas, quando a autoridade dos pais foi questionada, logo a dos professores, depois dos governos. Não vai demorar e a autoridade divina voltará a ser questionada, assim como fez a serpente no jardim de Deus, porém nós como servos do Senhor não podemos ser enganados e entrar na onda da falsa liberdade globalizada e com isso esquecer de nossa Pátria ou murmurarmos contra ela. Quando criticamos nosso pátria precisamos nos lembrar quem são os brasileiros ! Somos nós, essa maioria que trabalha, ou durante décadas trabalhou e que vez por outra é prejudicada pela pequenina mas gananciosa fração de  corruptos, enganadores, ladrões e aproveitadores.
Transbordemos do amor de Jesus ! "um pouco de amor encobre uma multidão de pecados" (1Pedro4:8).

Esteja certo de que não adiantará sair pelas ruas em passeatas dizendo que o Brasil é do Senhor Jesus, Se o "povo do Senhor" (...se o MEU Povo) não for mais humilde e se prostar diante do Senhor clamando para ser instrumento de transformação. Por isso neste 7 de Setembro experimentamos um feriado diferente e convocamos toda Pibec a um Jejum e Oração das 12 ás 18 horas (exceto restrição médica). Isso porque cremos na Bíblia e nas promessas.
Humilhar e Orar... é o passo que podemos dar como Igreja ! O futuro do nosso país espera a manifestação de fé dos filhos de Deus. No texto em 2 Crônicas 7:14, Deus deixa claro que cabe a cada um arrepender-se os seus maus caminhos, e nos nossos dias precisamos nos arrepender da falta de fé de que Deus é capaz de curar nossa nação! Essa é uma prova bíblica de que a cura para uma nação não está nas mãos dos políticos nem de seus favores. Jesus não quer ser padroeiro do Brasil, bem algum material, decreto, lei ou governante evangélico no poder poderá dar o reconhecimento que Jesus quer de uma nação. Jesus jamais dará a algum político essa glória, Toda Glória e mérito de um  clamor será para reconhecer a grandeza dEle e isso Jesus não divide com ninguém!
Querido irmão não se deixe enganar, Jesus não quer ser "Senhor do Brasil" e sim Senhor e Dono dos brasileiros ! Jesus não ama coisas ou lugares e sim pessoas !
Somos privilegiados, pois nosso hino nacional reflete nossa motivação e espírito ... "verás que um filho teu não foge a luta, nem teme quem te adora a própria morte". ´Não é para o cristão brasileiro apenas um dito patriótico, mas em Cristo é uma  realidade de vida. Paz nas lutas, só com Jesus.

Moisés Santos